Documentos  •  Pobreza / Exclusão social

Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações

Data: Jan, 25 2013
Partilhe:

"A pobreza não se combate apenas com caridade ou medidas de emergência. Queremos que a situação melhore para todos os cidadãos e não apenas para 20 milhões de pessoas. E de forma alguma, apenas para os chamados “novos pobres” mas também para os pre-existentes 85 milhões de pessoas que já viviam em situação de pobreza antes da crise."

Sérgio Aires, Discurso na Convenção da Plataforma Europeia de Luta contra a Pobreza e a Exclusão Social

O Ano 2012 foi dedicado ao Envelhecimento Ativo e à Solidariedade entre Gerações. Os seus principais objetivos centraram-se na promoção de um envelhecimento ativo ao nível do emprego; o incentivo à participação na comunidade, a promoção da saúde e de um estilo de vida independente e o reforço à solidariedade entre gerações. Citando a Coordenadora do ano – Dra. Joaquina Madeira – este não foi um ano dedicado às pessoas idosas, mas sim a todas as pessoas. Na verdade, todos esperam envelhecer e nesse processo, todas as pessoas querem ter uma vida ativa, produtiva, com qualidade e dignidade.

Neste sentido, a existência de pobreza é um dos principais fatores de entrave ao envelhecimento ativo. Para a EAPN Portugal o combate à pobreza e à exclusão social é ação prioritária na sua intervenção, logo o tema do envelhecimento surge como um tema central, não só porque existe em Portugal 20% de pessoas idosas em situação de pobreza, mas também porque 18% da população total nacional está em risco de pobreza e, por isso, o seu futuro está também ameaçado.

Este ano foi igualmente marcado por um clima de crise económica e social que, segundo as previsões nacionais, irá manter-se para os anos que se seguem o que de certo modo leva a questionar a possibilidade de se desenvolver uma eficaz política de envelhecimento ativo em Portugal.

De seguida são apresentados alguns indicadores que permitem fazer um retrato sociodemográfico deste fenómeno e desta população ao nível europeu e nacional e, são elencadas algumas mensagens que a EAPN Portugal defende e que entende que são centrais para promover uma maior qualidade de vida das pessoas idosas.

[aceda ao documento na íntegra no ficheiro associado]

Anexos